fui demitido posso sacar o fgts da empresa anterior 2020

Fui demitido, posso sacar o FGTS da empresa anterior em 2020?

Introdu??o:

Quando somos demitidos de um emprego, as preocupa??es financeiras podem surgir imediatamente. Uma das quest?es mais comuns é se podemos ou n?o sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Servi?o (FGTS) da empresa anterior. Neste artigo, vamos explorar as regras e condi??es para o saque do FGTS em 2020 após a demiss?o.

1. O que é o FGTS?

Antes de discutirmos os detalhes do saque do FGTS, é importante entender o conceito por trás desse benefício. O FGTS é um fundo criado pelo governo brasileiro para proteger os trabalhadores em caso de demiss?o sem justa causa, doen?as graves, aquisi??o da casa própria, entre outros.

2. Demiss?o sem justa causa e o saque do FGTS

Se você foi demitido sem justa causa, tem direito ao saque do FGTS. No entanto, há algumas regras a serem consideradas antes de realizar o saque. O valor total do FGTS que você pode receber ao ser demitido consiste na soma dos depósitos feitos pelo seu empregador durante o período de trabalho, acrescido de juros e corre??es monetárias.

3. Prazo para solicitar o saque do FGTS

Em rela??o ao prazo para solicitar o saque do FGTS, existem duas situa??es distintas. Antes da Medida Provisória 889/2019, era possível sacar todo o saldo do FGTS assim que fosse demitido. No entanto, desde o início de 2020, essa regra foi alterada.

Agora, a solicita??o do saque deve ser feita até o final do mês de aniversário do trabalhador. Caso o prazo seja perdido, o saque só poderá ser realizado após esse período. Portanto, é importante ficar atento aos prazos estabelecidos pelo governo.

4. Modalidades de saque em 2020

Em 2020, o governo implementou uma nova modalidade de saque do FGTS, chamada de saque-aniversário. Nessa modalidade, o trabalhador poderá sacar uma parte do seu FGTS anualmente, no mês de seu aniversário, além do saque rescis?o em casos de demiss?o sem justa causa.

No entanto, é importante lembrar que o saque-aniversário é opcional e, uma vez escolhida essa modalidade, o trabalhador n?o terá direito ao saque total do FGTS em caso de demiss?o.

5. Documenta??o necessária para solicitar o saque

Para solicitar o saque do FGTS após a demiss?o, você precisará dos seguintes documentos: carteira de trabalho, documento de identifica??o pessoal, número de inscri??o no PIS/PASEP, comprovante de residência e, em alguns casos, o termo de rescis?o do contrato de trabalho, fornecido pela empresa.

Conclus?o:

Em suma, se você foi demitido sem justa causa, tem direito ao saque do FGTS da empresa anterior em 2020. é importante estar ciente das regras e prazos estabelecidos pelo governo para realizar essa solicita??o. Lembre-se de verificar a documenta??o necessária e, se optar pelo saque-aniversário, esteja ciente das limita??es dessa modalidade. O FGTS é um benefício importante para os trabalhadores brasileiros e deve ser utilizado de forma consciente e responsável.